FR VIAGENS E TURISMO
Buscar
  • FR Viagens e Turismo

França liberada para brasileiros

Veja os principais destinos, oferta aérea e saiba as regras para entrada no país.


O Escritório de Turismo da França, Atout France, celebra a medida do governo de reabrir as fronteiras para visitantes estrangeiros completamente vacinados. No Brasil, a diretora do órgão, Caroline Putnoki, diz que está desde sábado, quando o anúncio foi feito, trabalhando de maneira incansável para realizar uma retomada ao alcance das condições e do tempo hábil para levar nossos visitantes ao país europeu.

A notícia é ótima, mas chegou de maneira inesperada, revela Caroline, e a surpresa acarreta em dúvidas a serem esclarecidas nos próximos dias. Tudo o que for publicado pela Embaixada da França no Brasil será imediatamente repassado pelo canal br.france.fr/, que está sendo atualizado neste momento. Todas as regras atualmente publicadas podem ser lidas no Consulado do brasil em Paris.


A mais importante delas é em relação à CoronaVac. A diretora diz que não tem como prever quando e se a vacina será aceita pelas autoridades francesas, uma vez que a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) está avaliando a aprovação, mas ainda não deu o sinal positivo para o fármaco mais aplicado no Brasil. De qualquer maneira, a probabilidade existe, visto que a Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou o uso emergencial da CoronaVac em junho. Vale lembrar que a Suíça liberou a entrada de estrangeiros imunizados com esta vacina, que no Brasil é de responsabilidade do Instituto Butantan.


Já a da AstraZeneca/Oxford fabricada na Índia e aplicada no Brasil, a Covishield, foi aprovada pelo governo francês. Brasileiros imunizados com o fármaco poderão visitar a França, embora a EMA também não tenha aprovado a vacina (a OMS também aprovou a Covishield).


Leia mais:

Certificado De Vacina

Segundo a principal companhia aérea da França, a Air France, o comprovante de imunização (físico ou digital) emitido pelos postos de saúde de todo o Brasil ou demais locais autorizados são aceitos para entrada no país europeu. Isto é, o "verdinho" do SUS é aceito.


A companhia reforça, ainda, que os clientes devem cumprir todas as regras sanitárias adicionais estabelecidas pelo governo francês para entrada no país. A partir de 21 de julho, será obrigatória a apresentação de comprovantes de vacina para a entrada em estabelecimentos como cafés, restaurantes, museus e outros atrativos na França, em medida imposta pelo governo francês. "Aos estrangeiros esta regra também será válida. É fundamental que o turista carregue consigo este documento", afirma Caroline Putnoki. Ela comenta que a França conta com um aplicativo para digitalizar o comprovante de vacinação, mas ainda está restrito ao idioma local. "Vamos esperar tradução, validação e publicação do app ao público internacional nos próximos dias." Mais detalhes sobre a entrada de passageiros totalmente imunizados na França viajando com a Air France podem ser encontrados no Traveldoc da Companhia. Informações adicionais estão disponíveis no site do Ministério das Relações Exteriores da França.


Quais os destinos para se apostar na França?

A França está pronta para dar as boas-vindas ao "novo perfil de viajante" que a pandemia gerou, segundo Caroline. A diretora do Atout France ressalta que há uma tendência global pelo "slowturism", de aproveitar as férias em família, de reconectar com a natureza e da procura por espaços sem aglomeração. Luxo, esportes de neve, enoturismo, viagens ao interior e turismo cultural são os principais produtos que devem estar em evidência na prateleira das operadoras nesta retomada, em sua visão.

"A França tem tudo para responder à nova demanda. No enoturismo, por exemplo, você está em meio à natureza, em paisagens lindas e as degustações são feitas em pequenos grupos. Também sentimos uma forte demanda reprimida das viagens do luxo, e o cliente de alto padrão deve ser o primeiro a retomar o fluxo ao país. Em relação ao esqui, além do tempo de programação de novos viajantes até o inverno, teremos também a volta dos clientes que já tinham reservas e poderão se utilizar delas para voltar aos nossos alpes. Temos 15 mil brasileiros que vão anualmente para esquiar na França, é um produto muito buscado", indica Caroline.

Em relação, a Paris, ela reforça que "o brasileiro tem amor pela nossa capital". "Por mais que possa buscar destinos do interior, uma parada para uns dias em Paris é praticamente obrigatória para o brasileiro. A cidade está de braços abertos para receber os brasileiros. Há exposições e atrativos que foram pausados na pandemia e estão esperando visita", pondera a diretora. O corporativo também é um segmento esperado pelo Atout France de retomada pelo brasileiro. "Desde os negócios até os eventos. Este é um movimento importante entre Brasil e França e esperamos retomá-lo já a partir desta abertura", indica Caroline. Ela reforça que o país aprendeu muito com a pandemia e não tem dúvida de que todos os stakeholders estão plenamente rigorosos a respeito de protocolos sanitários para evitar a proliferação do vírus.