FR VIAGENS E TURISMO
Noticias - FR VIAGENS E TURISMO
Buscar
  • FR Viagens e Turismo

Arraial do Cabo - Rio de Janeiro


Breve História e Características Gerais.

Até 1985 Arraial do Cabo estava integrada ao município de Cabo Frio, porem a sua história, segundo especialistas, remonta ao século XVI e ao navegador Américo Vespúcio, que ali desembarcou trazendo a segunda expedição europeia que percorreu o litoral tupiniquim. um pequeno obelisco marca o ponto da chegada destes europeus no local.

Integrante da “Região dos Lagos” ou “Costa do Sol” e situada a pouco mais de 2 horas de carro da capital, Rio de Janeiro, a cidade de Arraial do Cabo possui clima quente e pouco chuvoso durante a maior parte do ano, em algumas das praias locais, o mar possui tonalidade azul, em outras a água é cristalina.

O litoral da cidade é singular também por apresentar diversos mirantes que proporcionam a observação de lindas paisagens, além de algumas praias praticamente selvagens, dada a baixa frequência de visitação em baixa temporada.

A cidade é conhecida também como a “Capital do Mergulho”, por oferecer esta possibilidade aos frequentadores das praias, que se aproveitam das águas límpidas e tranquilas para observar a fauna marinha.

Principais Atrativos.

Como o local é bastante conhecido por suas praias, que constantemente são classificadas entre as melhores do Brasil pelo público que as visita, vamos inicialmente à elas:


-Praia do Pontal: Essencial é não confundir esta praia com as “Prainhas do Pontal do Atalaia”.

A praia do pontal é a primeira praia do território do Arraial (para quem vem pela estrada) e está situada em região mais isolada, próxima ao pórtico da cidade, possuindo um belo visual. Justamente por conta da sua localização, costuma ser menos visitada que as mais praias famosas da cidade.

O mar é calmo e gelado como na maioria das praias da cidade, mas não tanto como a da Praia Grande. Sua faixa de areia possui um trecho que se localiza bem próximo de árvores, possibilitando a realização de piqueniques pelos frequentadores.

A estrada por terra que dá acesso à praia fica escondida e não é possível visualizá-la a partir da rodovia principal. Após a passagem pela secretaria de segurança pública e por uma guarita desativada, se avança por cerca de um 1km para chegar à praia.



-Prainha: Outra praia que pode ser avistada da estrada em que se chega ao Arraial. A vista já é deslumbrante de longe, pois permite apreciar o mar azul-turquesa que faz o local ser comparado com o Caribe.

Esta praia é bastante procurada por turistas e pela população local, principalmente aos fins de semana. É recomendada para famílias por possuir fácil acesso, bons pontos para mergulho, além de mar tranquilo e apropriado para crianças, sendo também considerado o “menos gelado” da cidade.

A prainha oferece ao visitante restaurantes à beira-mar. Algumas pousadas ficam por lá também, próximas à sua faixa de areia. Para aqueles que desejam ficar ao sol ou dentro do mar relaxando, uma oportunidade é apreciar o movimento dos pescadores que partem e retornam da sua jornada na enseada local.

Uma trilha saindo desta praia leva até a Praia da Graçainha, que é perfeita para a prática do mergulho e apreciação da fauna marinha.

Outra trilha partindo da Prainha leva até a Praia do Pontal. Esta parte do canto esquerdo da faixa de areia, levando até o Morro do Miranda, passando pelas Ruínas da Álcalis, uma antiga fábrica local, e por diversos mirantes, antes de chegar até o destino final. Esta caminhada possui dificuldade leve, com seus 4 km sendo percorridos em até 3 horas.




-Praia do Forno: Na baixa estação fica bem tranquila e mais isolada, com águas calmas e cristalinas que, em conjunto com sua faixa de areia, formam uma paisagem de rara beleza.

É ideal para a prática de stand up paddle, caiaque ou snorkel. Lá também há infraestrutura a disposição do visitante com barracas e quiosques, mas que cobrem apenas alguns trechos da praia. No terreno não coberto pelas barracas, a tranquilidade impera nesta praia paradisíaca.

O acesso à praia, que fica ao norte do arraial, não pode ser feito por carro, sendo realizado por uma pequena trilha, com paisagens imperdíveis, que exige leve esforço (com duração aproximada de 20 minutos), ou através de “taxi boat” com roteiro predefinido, ambos com partida da Praia dos Anjos.



-Praia dos Anjos: Nas areias desta praia Américo Vespúcio desembarcou no ano de 1503, dando início a colonização da região.

Praia mais próxima do centro da cidade, possui boas opções de restaurantes, principalmente nos arredores da Praça do Cova.

Das praias da cidade, suas águas não são as que possuem a coloração mais fantástica, mas são menos geladas e bem calmas, pois a geografia se encarregou de proteger o local das constantes ventanias.

É também o local de partida do táxi-boat que leva os visitantes ao Pontal do Atalaia e de chegada dos pesqueiros. Para aproveitar o mar tranquilamente, basta se dirigir para o lado direito da praia, onde os barcos normalmente não atracam.



-Praia Grande: Como o nome já diz, a praia é bastante extensa, possuindo cerca de 40km, sendo a maior e uma das mais movimentadas do Arraial.

De localização central, nos verões, fins de semanas e feriados a praia é bem requisitada, com música nos bares e sossego praticamente “zero”. Dá um pouco de trabalho, mas como a Praia Grande ocupa uma área bem extensa, é possivel encontrar lugar menos tumultuado na areia nestes períodos.

Já em períodos de baixa temporada, é uma opção mais tranquila para relaxar, curtir o mar (gelado) e a faixa de areia.

A praia grande possui trechos onde o mar não é tão calmo, por esta razão é bastante procurada tambem por surfistas.

Esta é uma das praias com maior infraestrutura do arraial, possuindo restaurantes e quiosques na avenida principal e à beira-mar. Conta também com amplo estacionamento, fornecendo maior comodidade ao visitante.



-Praia Brava: Na região situada entre o Pontal do Atalaia e a Praia Grande se encontra a Praia Brava, uma das praias mais “reservadas” do Arraial do Cabo e bastante procurada por praticantes de surf.

Para alcançar esta praia há que superar uma trilha curta e de dificuldade leve, além de uma escadaria de pedra. A recompensa se apresenta durante a própria descida da escadaria e em seguida: paisagem de tirar o fôlego.

O detalhe aqui é que com a maré alta a curta faixa de areia da praia, que possui um tom branco, fica encoberta, portanto, caso o visitante deseje relaxar um pouco se espreguiçando na praia, deve consultar a tábua de maré local.

Mesmo com toda a beleza oferecida, esta praia infelizmente acaba não sendo recomendada para crianças e idosos, justamente por conta do seu acesso dificultoso e mar agitado. É recomendada a visita a ela apenas quando o tempo se encontra estável, sem chuvas, por conta do risco de acidente na descida da escadaria.

A praia não possui barracas ou quiosques, devendo o visitante providenciar sua alimentação e cadeiras, se assim desejar.




-Prainhas do Pontal do Atalaia – Sem a intenção de ser repetitivo, esta é mais uma das praias do Arraial do Cabo com maré calma e cristalina. São praticamente duas praias em uma, divididas por uma rocha. Se a maré não estiver muito alta é possível identificar a divisão da faixa de areia e atravessar de uma praia para a outra.

O acesso às prainhas se dá por barco, através dos passeios disponibilizados por receptivos locais; ou por meio de carro (limite de 250 por dia), dificultando o acesso a quem depende de transporte público.

O passeio de barco convencional, que parte da Praia dos Anjos, costuma levar entre 1 e 2 horas no Pontal, portanto, para passar mais tempo nessa praia espetacular, recomenda-se contratar um serviço privativo, táxi-boat, ou ir com carro particular, atravessando o condomínio pontal do atalaia, onde após se identificar é permitido utilizar o estacionamento local.

Para chegar à faixa de areia branca e fina, uma escadaria de madeira auxilia os visitantes e oferece um lindo visual.

Estas “prainhas” são tambem procuradas por apreciadores do pôr do sol, que se utilizam dos “mirantes improvisados” espalhados pelo morro que as cercam.



-Praia do Farol: A praia recebe este nome por conta de dois faróis sinalizadores instalados na sua costa. suas águas são calmas, cristalinas e propícias para o mergulho com snorkel, apesar de geralmente se encontrarem muito frias.

Esta praia foi classificada pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) como uma das melhores do país, por conta da pureza da água, qualidade da areia e paisagem.

A ilha a qual a praia pertence é protegida pela Marinha Brasileira, que permite a permanência de visitantes por cerca de 45 minutos ao longo de uma faixa de areia de cerca de 1 km de comprimento.

O acesso a ela é feito respeitando o limite de capacidade de carga, ou seja, a cada 45 minutos é permitido o acesso de no máximo 250 pessoas, o que demanda a realização de reserva antecipada para aqueles que desejam conhecer o belíssimo cenário que a praia oferece. Os barcos saem do ponto de embarque situado na Praia dos Anjos (Marina dos Pescadores) com destino a Ilha do Farol, que dá nome a praia.

É recomendado que o visitante procure os passeios que partem mais cedo, encontrando assim a praia do farol mais vazia. Os passeios são realizados apenas por embarcações autorizadas pela Marinha, não sendo permitida aproximação de qualquer pessoa utilizando embarcações não autorizadas, jet ski, canoa ou até nadando, se tiver preparo físico para tal.

Não há barracas ou quiosques na praia. Caso o visitante necessite se hidratar ou espantar a fome, deve levar consigo o produto ou adquirir nos barcos de passeio, que geralmente comercializam alimentos e bebidas. Sempre é importante ressaltar que o lixo produzido deve ser descartado da maneira correta. Peça para armazená-lo nos barcos. Os trabalhadores envolvidos com a atividade turística na região sabem da importância de manter a praia limpa e vão descartar o lixo da forma mais adequada.



-Praia da Graçainha-: Bela praia cercada por árvores e pedras de onde se permite visualizar tartarugas marinhas nadando em suas águas e caminhando em sua faixa de areia.

A Graçainha possui uma pequena faixa de areia e seu acesso se dá por uma pequena trilha que parte da Prainha.



-Praia da Marina- Desta praia saem os barcos para a Ilha do Farol. Além das praias acima, consideradas as mais famosas do Arraial, outras como a Praia do Sudoeste, Praia de Massamba e a Praia do Foguete valem a visita pela peculiaridade e por não serem tão badaladas, concedendo maior privacidade e tranquilidade ao visitante.

Mas o Arraial do Cabo não tem sua fama somente por conta das praias. Trilhas, parques e atrativos históricos também são bastante procurados pelos visitantes.



-Mirante da Cabocla : A trilha até este mirante, apesar de ter sido utilizada pelos receptivos locais apenas em períodos mais recentes, vem sendo bastante procurada. A caminhada tem início na Prainha e se encerra na Praia dos Anjos.

O primeiro trecho leva o visitante do ponto de partida até a Praia da Graçainha, que possui estreita faixa de areia, mas um mar cristalino. Tartarugas marinhas costumam visitar o local e com sorte dá pra avistá-las e produzir boas fotos.

O próximo trecho, que é de subida e tem como meta a chegada ao Morro e Mirante da Cabocla, possui trechos de mata fechada. Lá de cima, o visual da Prainha e da Praia do Forno, que são divididas pelo próprio morro, é espetacular. É possível avistar também, lá do alto, a Praia dos Anjos e a Ilha do Farol.

O terceiro trecho engloba a descida tranquila até a Praia do Forno, que por conta da cor do seu mar, é uma das responsáveis pelo apelido de “Curaçao Brasileira” dado ao Arraial do Cabo.

O trecho seguinte é um dos mais movimentados de toda a trilha e leva da Praia do forno à Praia dos Anjos. A frequência de turistas é tamanha, ao ponto de nos finais de semana se formar uma fila indiana para atravessar o caminho. Nesta parte da caminhada, que dura cerca de 20 minutos, se encontra a vista mais fotografada de todo o Arraial, do alto do morro e de frente para a Praia do Forno. Com a chegada na praia dos anjos, a trilha se encerra.

A caminhada dura cerca de 4 horas e meia, por conta das paradas, tendo extensão total de 4 km.

-Rota dos Naufrágios – Uma das melhores trilhas da região, a Rota dos Naufrágios leva o visitante a conhecer o Mirante do Vigia, o Boqueirão, a Ilha dos Franceses e as ruínas do Telégrafo, datado do Século XIX.

Porém, o que dá nome a trilha são os naufrágios e alguns deles se encontram pelo caminho como o Imbetiba e o Harlingen. O curioso é que, por conta da profundidade do mar local, os naufrágios somente podem ser avistados por mergulhadores com equipamento especial. Então, os “naufrágios” aqui são úteis, pelo menos para o visitante comum, apenas para dar nome a rota.

Esta trilha é considerada de dificuldade moderada, durando cerca de 5 horas e meia por conta das paradas, e tendo extensão de aproximadamente 7 km.



-Igreja Nossa Senhora dos Remédios e Casa de Piedra- Na região da Praia dos Anjos está a Igreja Nossa Senhora dos Remédios, datada de 1503. originalmente era uma igreja de pau a pique e, segundo historiadores, no ano de 1506 foi ali celebrada a primeira missa em espaço coberto no país.

Nas proximidades se localiza também a “Casa de Piedra”, uma das primeiras residências construídas no brasil.

-Parque Estadual Costa do Sol- Esse parque possui um área com natureza preservada, quase intocada.

Mergulho no Arraial do Cabo.

Arraial se encontra em uma disputa pública e acirrada com Fernando de Noronha sobre qual é a capital do mergulho no páis. A extensão do seu litoral, que em algumas localidades forma uma baía, contribui para que a água se mantenha tranquila e cristalina na maior parte do ano.

Como peculiaridade, no mar da região ocorre o fenômeno da ressurgência, que traz para a superfície àguas geladas e ricas em nutrientes, atraindo inúmeros exemplares da fauna marinha. Por tal razão, a cidade se transformou em um dos melhores pontos de mergulho do brasil, seja para profissionais, iniciantes ou para quem pratica o snorkeling.

Mesmo com a existência de algumas restrições locais que impedem uma concentração muito grande de barcos em um mesmo ponto de mergulho, a variedade de locais propícios para a pratica da atividade (são mais de 20) faz com que seja muito proveitoso para o mergulhador a visita à cidade com o objetivo de desbravar as suas águas submersas.

Dentre as espécies marinhas frequentemente encontradas nas águas de Arraial estão variados peixes, tartarugas marinhas, cavalos marinhos, golfinhos, arraias, moreias, baleias e até pinguins, dependendo da época do ano e do local do mergulho.

Hospedagem.

Arraial do Cabo possui praias que são consideradas como as mais bonitas da região dos lagos, portanto se hospedar na cidade é garantia de acordar todas as manhãs a poucos minutos de visuais paradisíacos.

A cidade em si concentra os seus estabelecimentos comerciais, residências, hospedagens e serviços em uma área pouco extensa, facilitando a estada do turista, que precisa realizar trajetos mais longos apenas quando se dirige às praias. Além disto, a cidade é mais rústica que suas vizinhas Cabo Frio e Búzios, garantindo sossego e tranquilidade aos que a visitam.

Os locais mais recomendados para hospedagem estão nas proximidades da Praia dos Anjos, da Praia Grande e da Prainha, porém, para quem viaja de carro ou não se preocupa em se locomover diversas vezes durante o dia, outras praias possuem hospedagens comfortáveis e adequadas a todos os bolsos.

Onde comer em Arraial do Cabo?

Arraial do Cabo possui diversas opções de restaurantes e bares. A maioria dos estabelecimentos oferecem o que o litoral rico em nutrientes tem de melhor: peixes de tamanhos diversos e com muita qualidade. Porém, se o turista não for apreciador dos quitutes oriundos do mar, não enfrentará apuros, pois diversos restaurantes contam com massas e carnes em seu cardápio.

Algumas das opções mais requisitadas da cidade são: Astral Beach Food, Pimenta Rosa Gastronomia, Armazem do Camarão, Bacalhau do Tuga, Sol na Cozinha, El Farol Bar, Container Steak Bar, Garrafa de Nansen Pizzaria e Restaurante e Saint Tropez.

Quando ir?

A cidade possui tempo bom na maior parte do ano, porém entre os meses de setembro e novembro, quando as águas estão menos geladas por conta da saída da primavera e advento do verão, a região passa a ser mais procurada por visitantes. Como este ainda não é o período de alta-estação, é possível encontrar praias menos lotadas, além de hospedagens e serviços com valores módicos.

Na alta temporada, as praias de Arraial do Cabo costumam estar lotadas todos os dias da semana, repleta de visitantes nacionais e internacionais. Por conta disto, as hospedagens e serviços passam a adotar preços inflacionados.

Entre os meses de março e maio, na maior parte do outono, o mar de Arraial do Cabo adquire as tonalidades mais bonitas. No inverno, a temperatura durante o dia é agradável, mas durante a noite cai consideravelmente. Na transição do inverno para a primavera, entre o fim do mês de agosto e o final do mês de setembro, o sol fica mais presente, mas as ventanias são frequentes e a temperatura do mar cai. A água do mar permanece com temperaturas baixas, costumeiramente, até o final de outubro.

Topa fazer de Arraial do Cabo o seu próximo destino?

Já visitou a cidade e achou que faltou mencionar algum atrativo importante? Conta pra gente a sua experiência.